Por que desistimos de fazer dietas?

  • Seja avisada(o) em seu e-mail sempre que sair uma nova publicação minha

    Enviaremos em seu e-mail quando tivermos novas publicações, dicas, e também receitas para ajudar com o seu emagrecimento saudável e consciente.

Quando nós estamos enfrentando dificuldades, ou seja, tentando fazer algo que é difícil, trabalhoso, nossas emoções tentam tomar conta. Na realidade, nossa mente está tentando nos proteger de que nós façamos algo que não seja benéfico para nós, ela tenta nos livrar de uma situação que está causando estresse, angústia...

Mas só que isso não nos ajuda nos nossos objetivos... em outras palavras esse instinto protetores não se interessam com o futuro, eles só querem resolver aquele problema imediato, que no caso é você lá naquele sofrimento, tentando fazer uma dieta, tentando resistir aquele pedaço de bolo...

Isso causa muito estresse e sofrimento e sua mente só quer te livrar disso, ela não se interessa que você quer emagrecer 5 kgs para caber naquele vestido...

Então como funciona nossa mente?

Você: Eu estou frustrada porque minha dieta não está dando os resultados que eu gostaria...

Sua mente: Ahhh frustração não é bom para você, então você precisa acabar com aquilo que está te causando frustração (no caso, a dieta). Se você fizer isso você vai se sentir melhor...

Você: ok, talvez realmente esse negócio de fazer dieta não seja para mim!

Toda vez que nós resolvemos que vamos seguir um estilo específico de alimentação, uma dieta específica, nós estamos fadados ao fracasso.

Mas isso não é porque a dieta ou alimentação em si não funcione, mas porque começar uma dieta, ou qualquer mudança alimentar baseado só na força de vontade está fadado ao fracasso, porque a força de vontade está na parte consciente da nossa mente que corresponde a aproximadamente só 5% da nossa atividade cognitiva...e 95% da nossa atividade mental acontece de forma subconsciente...

Por isso a força de vontade é muito mais limitada.  

Então quando a gente tenta fazer dietas, de forma consciente, é como se a gente tivesse o carro mais potente do mundo, mas andasse a só 5km por hora, ao invés de usar toda a potencia do carro. Para a gente conseguir fazer a mudança na alimentação ser definitiva a gente precisa se apoiar na nossa mente toda, e não só nesses 5%.

Outra coisa que acontece quando tentamos de forma consciente seguir uma dieta. Se você está por exemplo seguindo uma dieta low carb, quando você está comendo low carb, você é uma boa menina, mas se você não está, você não é boa, ou seja, se você comer um pedaço de pão, você fez uma coisa errada, e esse julgamento geralmente vem seguido de culpa, vergonha, aqueles deliciosos diálogos mentais, como "você não tem jeito mesmo" "mas eu sou uma gorda mesmo" "porque eu não consigo" "todo mundo parece conseguir, menos eu"... a maioria das coisas que a gente diz para nós mesmos, a gente não diria para ninguém.

nós somos nosso pior juiz...

e a ironia é que nesses momentos a gente tende a buscar refúgio na comida para nos proteger desses diálogos negativos.

Então você consegue perceber que quanto mais rígidas as regras que você estabelecer, quanto mais você tentar seguir uma dieta, mais suscetível você fica a falhar, porque nada nunca é perfeito, mas como todo bom dietista, quando a gente sai da linha, o que a gente faz? tenta puxar as rédeas e diz pra nós mesmas que a gente consegue, só precisa de um pouco mais de autocontrole.

Mas e se isso não é o que você precisa de verdade?

E se ao invés de mais controle o que você precisa mesmo é de mais relaxamento, e ao invés de comer do jeito que tal dieta fala para comer, você começar a comer de um jeito que te traga prazer, de forma que você se sinta bem, e seu corpo se sinta relaxado ao invés de viver no estresse que você mesma se coloca quando tenta seguir um monte de restrições conscientemente.

E como ter prazer em uma alimentação saudável, provavelmente bem diferente do que você pode estar acostumada? Trabalhando com a sua mente, desassociando o prazer de comidas não saudáveis e associando o prazer aos alimentos saudáveis. Acabar com esses diálogos internos maldosos, trabalhar com a auto aceitação, com a autoestima, porque a forma de mudar definitivamente não é ficar pensando no que a gente come.

Observe aquelas pessoas que são magras por natureza...elas não ficam pensando o tempo todo em comida, nem no que elas vão comer.

Elas comem saudável uns 80 a 90% do tempo, mas se elas querem comer um pedaço de bolo, um biscoito, elas vão lá e comem, e depois que elas comem elas não ficam se martirizando porque comeram aquilo.

Então a fórmula é mudar a forma como você pensa primeiro, ao invés de mudar o que você come.

Nossos pensamentos criam nossas emoções, e nossas emoções guiam nossas ações, e nossas ações geram nossos resultados... então você pode perceber que nossos resultados estão diretamente ligados a forma como nós pensamos.

Tags:
Como emagrecer usando a Hipnose

Essa pode ser sua maior aliada na luta contra a balança!

Quero Baixar Agora!

Olá, deixe seu comentário para Como perder peso usando sua mente?

Enviando Comentário Fechar:/